19 de set de 2007

Simpatizei com o bandido!

Preciso confessar algo, por mais que me incomode, tenho que admitir. Essa semana, estava assistindo a um filme quando percebo uma certa tendência da minha parte, ou melhor, uma pequena identificação, deixe-me explicar direito, na verdade me peguei torcendo pro bandido, isso mesmo, pro bandido!

Durante o filme, quase entrei em crise, ficava me culpando por curtir o personagem ilícito! O cara tinha algumas atividades ilegais, gostava de ganhar dinheiro fácil (mas também, quem não gosta?!), e por este e outros argumentos, percebi que o que me influenciava era o fato de o bandido ter um certo carisma, com atitudes que demonstravam sensibilidade e, dentro de suas atividades, parecia não prejudicar ninguém. Claro que o próprio filme já induzia a esta interpretação, porque no final o bandido se torna mocinho e aí, tudo acaba em pizza e todos vivem felizes para sempre.

Depois desse filme, comecei a questionar se na vida real não temos atitudes semelhantes. Se não acabamos nos acostumando com as atividades ilícitas de nossos governantes, com as propinas que rolam soltas, seja no executivo, no legislativo, no judiciário, na imprensa, no meio policial, entre funcionários públicos ou pessoas que detém informações importantes e se deixam corromper pelo dinheiro. Acostumados, minimizamos a responsabilidade ética dessas pessoas perante a sociedade civil, e se tudo acaba em pizza, é porque cada um de nós permite.

Certa vez, ouvi um comentário de que o grande problema da humanidade é que toda pessoa, sem exceção, sempre quer tirar alguma vantagem, sair ganhando da situação, seja conseguindo um desconto maior em um produto, adquirindo algo em uma promoção, trocando um carro ou pesquisando o melhor equipamento, porém, para alguém ganhar, uma outra pessoa sempre sairá perdendo, é fato!

Talvez esse seja o nosso problema, sempre tentando lucrar e levar vantagem em tudo, somos corruptos passivos e banalizamos a política aceitando crimes, traições, propinas, foro privilegiado, porque de certa forma, achamos tudo normal...

Mas voltando ao caso do bandido, o mais grave ainda não contei: o cara era ex-soldado e pra piorar ainda mais a situação, era ex-soldado americano, afffff, como pude simpatizar com isso!!!!!!!

Nenhum comentário: