6 de ago de 2007

Mariana pediu, Mariana acreditou, Mariana conquistou!



O dia era 2 de dezembro de 2005; o local, um barzinho da cidade, Maverick e a comemoração, meu aniversário (na verdade meu niver é no dia 30 de novembro, mas marcamos pra festejar na sexta-feira).

Estava uma temperatura atípica para a época, uma noite fria, porém calorosa levando em consideração a animação da nossa turma. Muitos amigos, alguns os quais convivo quase que diariamente, outros, só vejo em ocasiões especiais, me homenagearam com a deliciosa presença. Os que não vejo com tanta freqüência, estão sempre presentes em meus pensamentos, nas nostálgicas histórias e nas recordações de cumplicidade...

O bolo? Eu não tinha levado. Mas quando meus queridos amigos Fabiano e Pedrito Bono Vox souberam disso, deram um jeitinho de escapar da festa e foram até uma padaria comprar, e olha que ele é o grande protagonista desta história! J

A noite me reservou grandes surpresas, recebi um lindo poema de minha amiga Sú que morava em Curitiba. Declamado na voz de Fabiano Freire, quase que o bar inteiro ouviu um pouquinho da nossa história.

É chegada a hora do grande momento: o pedido! O ritual é que o primeiro corte do bolo seja feito por todos, juntos, e cada um tem o direito de fazer o seu pedido. O momento é íntimo, pessoal e exige compenetração (isso não é palavrão heim), é como se cada um estabelecesse um pacto com seu desejo, e, silenciosamente, mentalizasse algo que gostaria de realizar.

Em meio ao breve silêncio, surge uma voz, era Mariana, que fazia seu pedido em alto e bom som, sem se importar com o que os outros iriam pensar de seu íntimo desejo:
“EU QUERO UM NAMORADO” grita Mariana

Assustados, alguns desviam o olhar, disfarçam, outros brincam com a audácia de Mariana, e ao final, se divertem com o acontecido.

O legal dessa história é que ela tem um final feliz. 353 dias após seu pedido, exatamente no dia 20 de novembro de 2006, dez dias antes de meu outro aniversário, Mariana conhece seu grande amor. Hoje, há quase nove meses com seu namorado, ela afirma estar vivendo os melhores momentos de sua vida e enfatiza que o importante é não ter vergonha de assumir seus desejos e, principalmente, saber pedir.
“Quando desejei um namorado, tinha total consciência de qual pessoa queria ao meu lado, quais características deveriam ter, não me refiro a atributos físicos, queria um grande amor, uma pessoa sensível e apaixonada e que me respeitasse como sou, o Doglas é exatamente assim”.

Bom pessoal, depois que essa história se tornou pública, meu próximo aniversário será um evento! Dia 30 de novembro que nos aguarde! Tem uma lista enorme de pessoas querendo cortar meu bolo e “fazer seu pedido”, estou até vendo, vai ser uma gritaria!!!

7 comentários:

Mademoiselle Audrey disse...

Põe gritaria nisso, hehehehe
sorte do bar que vc escolher né, pq vai lotar...
bjs

Mariana disse...

Ai meu Deus!!!!
Que louucura!!!!!eheheheeheheheehh

godoy disse...

Ola Sandra,

Hum.. eu estava presente nesta data... e me recordo do poema que você recebeu, muito emocionante. No entanto, na hora de cortar o bolo...não me recordo bem do acontecido... acho que a caipirinha que eu estava tomando já havia me deixado bonzinho. ;)
Nem me recordo se fiz algum pedido. Acho que acabei desperdiçando a oportunidade. (Quem manda ser fraco para bebida... acho que tinha que seguir o conselho de um amigo... "Num guenta!! Bebe leite!!" :)

Bom, voltando ao caso da Mariana. O ponto que você comentou, sobre ela ter assumido os seus desejos e saber pedir, eu também os considero como importantes para uma pessoa, e talvez em outras palavras seriam: o conhecimento de si mesmo, o reconhecimento da situação e a definição de objetivo.

O conhecimento de si mesmo e o reconhecimento da situação permite a análise e a compreensão do ponto em que a gente se encontra, do motivo que nos levou a esse ponto e suas consequências, positivas ou negativas. E a definição do objetivo permite a análise e definição do plano para atingir esse objetivo. Simplificando seria algo do tipo: "onde estou e onde quero chegar" e assim poderemos traçar "como chegarei lá".

Mais um ponto a ser destacado é conforme Mariana comentou não ter vergonha de assumir seus desejos ou reconhecer a situação em que se encontra e definir um objetivo e buscar por ele sem ficar se lamentando. Devemos reconhecer mas não precisamos ficar lamentando pela situação em que encontramos. Aguns exemplos comuns que a gente ouve com alguma frequência: "Se eu tivesse mais tempo...", "Se o meu chefe não fosse tão chato...", "Minha coluna dói...", "Ai que inveja de Fulano...", "Ciclano é quem teve sorte na vida... Eu é quem merecia...", etc... Acredito que todos temos problemas ou dificuldades e o que menos gostariamos de ouvir são os problemas de outros...

Bom... durante a busca pelo seu ideal toda ajuda é bem vinda, e também na forma de pedidos :). Quem sabe a Mariana revelou para gente a santa Alves realizadora de pedidos :)

Bom até a proxíma peregrinação na data do aniversário da santa Alves.

Amanda disse...

Estou na fila para fazer um pedido pra Santa Alves (ADOREI!!!) e que venha dia 30 de novembro, hahaha.

Bjos

godoy disse...

Oi Amanda,

É melhor correr... que eu ouvi dizer que já é necessário fazer reserva antecipada :) . Vou ver se garanto a minha.

Santa Alves! Que estais em Limeira.
Reservais um convite para o probre Godoy...
Amem...doim...

Amanda disse...

Oi Godoy...

pois é já tentei até negociar com a Santa Alves, se poderia ser 30/09 ou 30/10 mas ela está irredutível...Perguntei se ao invés de um grito não pode ser um sussurro ou coisa parecida mas ela não liberou, enfim tive que me render a quem detém a santidade...mas acho q temos alguma prioridade com a Santa , né?!

Fabiano Freire disse...

Hummm...
Que delícia ler isso tudo e saber que fiz parte dessa história... Que estava lá nesse dia... Bons momentos minha cara! Bons momentos no Maveko! Hoje tirei alguns minutos para você. Li e reli alguns artigos e crônicas. Adorei tudo que li! Seu talendo vai mais longe que minha sensibilidade!
Sabes o quanto amo você...Amiga loira sagitariana, irmã, companheira e torcedora fanática do sucesso dos amigos! Você sabe também qual o meu maior desejo para você... Ah! De santa não tens nada!...rs*
Beijo. Fá - F.Freire