30 de jun de 2009

O homem da minha vida: Chico


Cássia Eller disse, no início de uma canção, que Chico Buarque era seu verdadeiro pai. Eu digo que Chico é o homem da minha vida!

O sábado estava curto para todos os compromissos reservados para um único dia. O próximo seria às 14h e como "ainda" faltavam 15 minutos, resolvi voar para a livraria mais próxima para comprar o lançamento de Chico, "Leite Derramado" que, pra meu desespero, já tinha esgotado.

- Mas se você pedir agora, em uma semana te entrego - tentava me convencer a vendedora.
- Você não está entendendo, preciso levar esse livro agora.
- É pra presente?
- Sim. Um presente pra mim.

Agora só tenho dez minutos para a compra. Saio em disparada para a outra livraria. Para minha surpresa, um recado na porta indicava "horário de almoço, das 12h às 14h".

- Ai, ai, ai. Nunca vi isso. Uma livraria que fecha por duas horas. Bom, como tenho inúmeros afazeres, não vou ficar aqui parada dez minutos. Aproveito pra passar na casa da amiga aqui perto pra pegar meus produtos que chegaram.

Pronto. Tudo certo. Chego à livraria às 14h05. Compro meu precioso presente e chego ao meu próximo compromisso uns vinte minutos atrasada, mas feliz da vida!

À noite, o telefone toca, era a amiga psicóloga:

- Oie! Vamos fazer alguma coisa hoje?
- Ah não. To a fim de ficar em casa com o Chico...
- Que Chico???
- O Buarque! Comprei "Leite Derramado" e não vejo a hora de ir pra cama com ele. Deliciar-me com sua literatura poética. As críticas desse livro são excelentes!
- Ah que concorrente forte. Nem vou insistir. Quando terminar o livro, sou a primeira da fila.

Minutos depois, liga a amiga engenheira:

- Amiga! O que vamos fazer hoje?
- Ah eu vou ficar em casa com o Chico.
- Quem é esse? Paquera novo?
- Não deixa de ser. Acho que to apaixonada por ele.
- Então conta logo. Quem é o cara?
- Chico Buarque!
- Aquele cantor?
- Sim. Cantor, compositor, escritor, roteirista...
- Só você mesmo. Não podia se apaixonar por alguém mais real, mais palpável? Como aquele cara lindo que estuda com você. Como é mesmo o nome dele? Ah, Renato!

Em seguida, a amiga atriz:

- Oi! O que temos pra noite de sábado?
- Sessão especial de leitura na cama.
- O que? Você! Ficar em casa em pleno sábado, lendo sozinha!
- Não amiga. Não é bem assim. Estarei muito bem acompanhada. Com Chico Buarque, comprei o novo livro dele.
- Adoro sua imaginação fértil. Já falei que você vai escrever o roteiro da minha próxima peça?

Acabo de desligar e já atendo a marqueteira:

- E aí querida, onde é a baladinha?
- Na cama!
- Sozinha ou acompanhada?
- As duas coisas.
- Como assim?
- Acompanhada da estonteante leitura de Chico Buarque!
- Chico? Lançou livro novo né? Tava tão sumido da mídia...

Pra finalizar os convites, liga o paquera:

- Oi amor! Quer aquecer minha noite fria tomando um vinho comigo?
- Ai. Não posso. Vou pra cama cedo com o li
- Com quem???
- Calma! Nem me deixa concluir a frase! Tava dizendo que vou ler o livro do Chico Buarque.
- Vai deixar de sair comigo pra ler um livro? Depois as mulheres reclamam que os homens não querem nada sério...

Depois da sessão de explicações, sigo para a cama desejando iniciar minha leitura e nem preciso fazer muito esforço pra lembrar que estarei muito bem acompanhada,

do homem que canta:

"Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas
Despem-se pros maridos, bravos guerreiros de Atenas
Quando eles se entopem de vinho
Costumam buscar o carinho
De outras falenas
Mas no fim da noite, aos pedaços
Quase sempre voltam pros braços
De suas pequenas
Helenas"

do homem que compõe:

"Todo dia ela faz tudo sempre igual
Me sacode às seis horas da manhã
Me sorri um sorriso pontual
E me beija com a boca de hortelã"

do homem que escreve:

"Quando eu sair daqui,
vamos nos casar na fazenda da minha feliz infância,
lá na raiz da serra"

Como não se apaixonar por Chico?

3 comentários:

J. disse...

É... COMO não se apaixonar por Chico??

Sandra Alves disse...

Se você souber, por favor, me ensine!!! rs

Anônimo disse...

Ahhh... Surreal!